Buscar
  • Ideal Consultoria Júnior

BANDEIRAS TARIFÁRIAS NAS CONTAS DE LUZ: SAIBA MAIS



Entra ano, sai ano, e é bastante comum ouvirmos reclamações quanto aos preços elevados da energia elétrica no Brasil. Apesar de ser um assunto que não sai da boca do povo, pouco se fala sobre as características da nossa conta de luz que podem nos ajudar a entender os valores que estão sendo cobrados. Por se tratar de um assunto que envolve conscientização de consumo e que pode ajudar a economizar, falar sobre as bandeiras tarifárias é essencial!



Desde 2015, a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) disponibiliza nas nossas contas de luz sobre qual bandeira de referência estamos sendo taxados. Funciona de forma simples: caso nossa conta venha com bandeira verde, não há cobrança adicional por kWh de consumo de energia, caso tenhamos uma conta com bandeiras amarela ou vermelha, estamos recebendo uma conta com cobrança adicional pelo nosso consumo de energia. As cores da bandeira seguem este esquema:


• Bandeira verde: Não há cobrança adicional no mês em questão.

• Bandeira amarela: R$ 1,50 a mais para cada 100 kWh.

• Bandeira vermelha 1: R$ 4,00 R$ a mais para cada 100 kWh.

• Bandeira vermelha 2: R$ 6,00 R$ a mais para cada 100 kWh.

O motivo da divisão de taxas de cobrança em bandeiras tarifárias é que, sendo as hidrelétricas responsáveis por cerca de 90% de energia elétrica consumida no Brasil, dependemos bastante de condições climáticas para levarmos eletricidade até nossas casas. Portanto, em períodos de seca, com reservatórios em baixa, é necessário complementar a produção com energia advinda de termelétricas (essas, por sua vez, geram energia por meios alternativos, envolvendo combustão, consumindo óleo ou carvão, por exemplo), que além de representarem alto nível de poluição para produzir eletricidade, custam mais caro. É daí que surgem os acréscimos na tarifa de acordo com as condições climáticas de cada período.


É importante ressaltar que o fato das bandeiras tarifárias serem utilizadas pela ANEEL desde 2015 não significa que essa diferença de taxas ao longo do ano tenha surgido nessa época (a medida já era aplicada). As bandeiras são justamente uma forma de aumentar a transparência quanto às cobranças da conta de luz, e podem servir como base para nossos hábitos de consumo, o que reduz o peso no bolso e poupa a natureza. A bandeira tarifária será mantida verde até 31 de dezembro de 2020 como forma de controlar os efeitos econômicos negativos da pandemia de COVID-19.


Por Lucas Rebouças.

40 visualizações

Siga-nos!

  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon