Buscar
  • Ideal Consultoria Júnior

FORMAS MAIS USUAIS DE SE TER ÁGUA QUENTE EM CASA


Cada vez mais se vê o desenvolvimento de tecnologias que transformam produtos e serviços comuns do nosso dia a dia, tornando-os mais mais baratos e ecologicamente corretos. Assim houveram importantes evoluções nos meios de se obter o aquecimento da água.


Quais são os métodos utilizados para o aquecimento da água?


  • O método mais usual é transformação de energia elétrica em energia térmica, por meio do chuveiro elétrico. Uma vantagem é que não precisa de investimento em tubulações de cobre ou CPVC para a distribuição dessa água quente, além de ter um baixo custo de implantação em comparação com as demais. Apesar disso, a conta de luz costuma se elevar em meses mais frios quando se costuma aumentar a potência do sistema, e por isso vem se tornando inviável para quem precisa reduzir gastos na conta de luz.


  • Outro método é o aquecimento a gás, nesse sistema a água passa por diversas serpentinas que são aquecidas por uma chama, tendo duas formas de se obter esse aquecimento, por passagem e por acumulação. Na primeira a água é aquecida de forma gradual, conforme vai passando pela tubulação e ativa uma peça que libera o gás, já na segunda a chama fica acesa o tempo todo, mantendo a água aquecida sempre que for utilizada, além de haver a forma mecânica em que o usuário pode controlar a temperatura, como no fogão a gás ou digital onde a função é regulada automaticamente. As vantagens desse em detrimento do primeiro, são que a água atinge maior temperatura, há um aumento no seu volume, pode ter aquecimento em diversos pontos da casa e esse aparato tem vida útil de 15 a 30 anos, em contrapartida essa forma apresenta um custo elevado de instalação e há a necessidade de uma tubulação específica, ainda assim a longo prazo pode ser uma opção mais viável em relação que o sistema elétrico.


  • Por último, no aquecimento solar, a energia é proveniente da luz solar e nesse sistema a água passa por serpentinas das placas solares, que são instaladas nos telhados das casas. A água é aquecido e fica armazenada em um reservatório térmico (boiler) até seu consumo. O investimento neste sistema é elevado inicialmente, porém o seu custo-benefício é a principal vantagem desse aquecedor, sendo que em um ou dois anos a economia gerada compensa o investimento inicial. O sistema é desvantajoso quando o indivíduo mora em uma região onde a incidência solar é baixa, situação onde é necessária a instalação de mais placas no intuito de garantir maior aquecimento de água, aumentando o custo. Lembrando que existem soluções que podem ajudar a contornar o preço de instalação inicial, como iniciativas de financiamento de energia solar em residências que a Caixa econômica federal possui.


Esses exemplos são algumas formas usuais de se ter água quente na sua própria casa. Caso queira saber um pouco mais sobre esse tema, confira no nosso site Ideal Consultoria Júnior e na parte de Projeto Hidrossanitário que é um dos serviços oferecidos pela empresa.



88 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo