SAIBA COMO FUNCIONAM AS INSTALAÇÕES DE ÁGUA QUENTE
Buscar
  • Ideal Consultoria

SAIBA COMO FUNCIONAM AS INSTALAÇÕES DE ÁGUA QUENTE





As instalações hidráulicas de água quente estão cada vez mais presentes nas edificações. Em uma instalação de água quente, é necessário a escolha do tipo de aquecedor e do tipo de tubulação que resistirá ao calor. Para isto, leva-se em consideração outros aspectos como a garantia do fornecimento contínuo, a preservação da qualidade da água e o fornecimento do conforto ao usuário da instalação, visando o melhor uso da água quente, sem esquecer de levar em consideração o consumo de energia.

A escolha do aquecedor é muito importante para se fazer um bom planejamento e verificar sua viabilidade, planejando, assim, qual economia será gerada. O aquecedor deve ser de acumulação, no qual é aquecido a água e armazenada para ser usada quando quiser, podendo ser a gás, elétrico ou a luz solar, diferentemente do chuveiro elétrico, torneira elétrica ou aquecedor de passagem, onde a água é aquecida na hora do uso.


Os aquecedores de acumulação são aparelhos, mais conhecidos como boilers, que necessitam de um reservatório de formato cilíndrico com revestimento térmico, onde fica armazenada a água quente, controlando a perda de calor. Estes possuem uma tubulação para entrada de água fria e outra para saída de água quente. Devem ser colocados em locais de fácil acesso, a fim de facilitar a manutenção quando necessário. Também não devem ficar muito afastados dos pontos de consumo e da caixa d’água que irá abastecê-los com água fria.


O aquecedor de acumulação a gás tem o seu aquecimento por meio de chama e o controle do aquecimento é por meio de um termostato, deixando a temperatura da água dentro dos limites estabelecidos automaticamente. Já o aquecedor de acumulação elétrico é aquecido por resistências e também é automático, mantendo a água aquecida dentro do limite.


Os aquecedores solares são os mais procurados no momento por serem sustentáveis e mais simples comparados aos anteriores. Exigem um pouco mais de atenção em suas placas coletoras, onde deve-se ter o cuidado com a inclinação e sua orientação para maior captação da luz solar durante o dia.







Escolhido o aquecedor a ser utilizado, é importante pensar onde serão os pontos de consumo como chuveiro, torneiras e duchas, em quais cômodos serão fornecidos, e o material da tubulação a ser utilizado, o qual deverá resistir ao calor. As tubulações comercializadas para condução de água quente são FG (ferro galvanizado), CPVC (policloreto de vinila clorado), PPR (polipropileno copolímero random) ou Pex (polietileno reticulado).


O tubo de CPVC é o mais procurado dentre os outros para instalações de água quente. Ele é derivado do PVC, com material plástico que resiste a altas pressões e elevadas temperaturas. Esse tubo é prático e fácil de instalar, sem necessidade de mão de obra especializada, não sofre corrosões por causa do seu material, levando a uma maior durabilidade e sem contar que possui baixo custo. E por ser antimicrobiano, permite que a água chegue para uso com maior qualidade.


Por Bruna Malta

0 visualização
  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Siga-nos!