top of page
Buscar
  • Foto do escritorIdeal Consultoria Júnior

SAIBA COMO FUNCIONAM AS INSTALAÇÕES DE ÁGUA QUENTE





As instalações hidráulicas de água quente estão cada vez mais presentes nas edificações. Em uma instalação de água quente, é necessário a escolha do tipo de aquecedor e do tipo de tubulação que resistirá ao calor. Para isto, leva-se em consideração outros aspectos como a garantia do fornecimento contínuo, a preservação da qualidade da água e o fornecimento do conforto ao usuário da instalação, visando o melhor uso da água quente, sem esquecer de levar em consideração o consumo de energia.

A escolha do aquecedor é muito importante para se fazer um bom planejamento e verificar sua viabilidade, planejando, assim, qual economia será gerada. O aquecedor deve ser de acumulação, no qual é aquecido a água e armazenada para ser usada quando quiser, podendo ser a gás, elétrico ou a luz solar, diferentemente do chuveiro elétrico, torneira elétrica ou aquecedor de passagem, onde a água é aquecida na hora do uso.


Os aquecedores de acumulação são aparelhos, mais conhecidos como boilers, que necessitam de um reservatório de formato cilíndrico com revestimento térmico, onde fica armazenada a água quente, controlando a perda de calor. Estes possuem uma tubulação para entrada de água fria e outra para saída de água quente. Devem ser colocados em locais de fácil acesso, a fim de facilitar a manutenção quando necessário. Também não devem ficar muito afastados dos pontos de consumo e da caixa d’água que irá abastecê-los com água fria.


O aquecedor de acumulação a gás tem o seu aquecimento por meio de chama e o controle do aquecimento é por meio de um termostato, deixando a temperatura da água dentro dos limites estabelecidos automaticamente. Já o aquecedor de acumulação elétrico é aquecido por resistências e também é automático, mantendo a água aquecida dentro do limite.


Os aquecedores solares são os mais procurados no momento por serem sustentáveis e mais simples comparados aos anteriores. Exigem um pouco mais de atenção em suas placas coletoras, onde deve-se ter o cuidado com a inclinação e sua orientação para maior captação da luz solar durante o dia.







Escolhido o aquecedor a ser utilizado, é importante pensar onde serão os pontos de consumo como chuveiro, torneiras e duchas, em quais cômodos serão fornecidos, e o material da tubulação a ser utilizado, o qual deverá resistir ao calor. As tubulações comercializadas para condução de água quente são FG (ferro galvanizado), CPVC (policloreto de vinila clorado), PPR (polipropileno copolímero random) ou Pex (polietileno reticulado).


O tubo de CPVC é o mais procurado dentre os outros para instalações de água quente. Ele é derivado do PVC, com material plástico que resiste a altas pressões e elevadas temperaturas. Esse tubo é prático e fácil de instalar, sem necessidade de mão de obra especializada, não sofre corrosões por causa do seu material, levando a uma maior durabilidade e sem contar que possui baixo custo. E por ser antimicrobiano, permite que a água chegue para uso com maior qualidade.


Por Bruna Malta

82 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page