Buscar
  • Ideal Consultoria Júnior

ENTENDA O FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO PELA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL



Um sonho comum entre muitos brasileiros com certeza é o da casa própria. Porém, para concretizá-lo é necessário um alto investimento financeiro, o que pode ser difícil... Mas a boa notícia, que muita gente não sabe: É possível financiar desde a compra do terreno até a construção da sua casa dos sonhos!


A Caixa Econômica Federal possui linhas de financiamento imobiliário para você comprar o seu imóvel pronto, para construí-lo ou ainda para adquirir o terreno (com ou sem construção). É possível adquirir um imóvel residencial ou comercial, conforme a sua necessidade, além das opções de habitação social pelo Minha Casa, Minha Vida ou outros programas.


Alguns dos critérios para conseguir o financiamento são:

  • ser brasileiro ou possuir visto de residência permanente;

  • ter idade maior que 18 anos (ou ser emancipado aos 16 anos);

  • não ter nenhuma restrição nos órgãos de proteção ao crédito;

  • ter uma fonte de renda.

Para realizar o Financiamento, inicialmente é necessário fazer uma simulação no site da Caixa Econômica Federal. Em seguida, apresentar toda a documentação necessária e passar pelas etapas de análise de engenharia, da assinatura do contrato, dos pagamentos das prestações e da gestão do financiamento.


COMO A IDEAL PODE TE AJUDAR NO FINANCIAMENTO DA CAIXA?


A Ideal Consultoria Júnior está qualificada para te auxiliar no levantamento dos Documentos Técnicos exigidos pela Caixa Econômica Federal. Dentre eles, podemos citar o Projeto Arquitetônico e os Projetos Complementares (Estrutural, Hidrossanitário, Elétrico e Combate a Incêndio), além do Memorial Descritivo e Planilha Orçamentária.


O Projeto Arquitetônico é o principal documento técnico para financiamento imobiliário na CAIXA, pois sem ele o banco não conseguirá analisar o imóvel. Porém, esse projeto não detalha 100% dos aspectos construtivos, sendo também necessários os projetos complementares, que garantem habitabilidade, conforto e segurança, questões imprescindíveis para o processo de análise de engenharia no financiamento imobiliário da Caixa.


Uma das etapas do financiamento imobiliário é a Proposta de Financiamento de Unidade Isolada (PFUI), que serve como um resumo do orçamento da obra e é uma forma de prestar contas à Caixa Econômica Federal. Por isso, a Planilha Orçamentária e o Memorial Descritivo são muito importantes, pois, juntamente com os projetos citados anteriormente, possibilitam todos os quantitativos de materiais utilizados, permitindo o levantamento de preços unitários e a análise do custo total da obra.


A partir desses documentos, a Caixa analisa a viabilidade técnica-financeira. Na etapa de análise, a Caixa quer ter certeza de que o imóvel que ela está financiando cumpre todas as exigências mínimas previstas em normas técnicas e legislações vigentes. Por isso, também é exigida a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) dos Projetos e da execução da obra, consequentemente necessitando dos projetos para conseguir a documentação técnica.



D0CUMENTAÇÃO BÁSICA NECESSÁRIA


A documentação BÁSICA para solicitação de crédito imobiliário é definida para cada caso. É facultado à CAIXA solicitar documentos adicionais, além dos citados abaixo.

  • Comprador - PF (pessoa física): Documento oficial de identificação e comprovante de renda atualizado (máximo 2 meses de emissão).

  • Uso do FGTS: Última declaração do Imposto de Renda e recibo de entrega à Receita Federal e Carteira de Trabalho ou Extrato de FGTS.

  • Imóvel: Certidão Atualizada de Inteiro teor da Matrícula.

  • Vendedor - PF (pessoa física): Documento oficial de identificação e comprovante de estado civil.

  • Vendedor - PJ (pessoa jurídica): Documento oficial de identificação do Representante Legal; ou documento de constituição e alterações devidamente registradas e Certidão Simplificada da Junta Comercial da Empresa Ltda ou Firma Individual; ou Estatuto Social e Ata de Eleição da última Diretoria publicada no Diário Oficial da Sociedade Anônima (S/A).

Como garantia da operação, durante o financiamento o imóvel ficará alienado para a Caixa, sendo a alienação retirada após a quitação de todo o salvo devedor. Isso significa que o banco será proprietário do imóvel enquanto você estiver pagando, mas você terá a posse durante esse tempo. No final, após a quitação, ele ficará em seu nome e livre de qualquer ônus relativo ao financiamento, mas se não for quitado, o banco tem o direito de vendê-lo.



MODALIDADES DE FINANCIAMENTO

Para ajudar você a realizar o sonho da casa própria, a CAIXA disponibiliza 4 modalidades de financiamento habitacional com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos - SBPE:


1ª modalidade - Financiamento com Taxa Fixa: Você paga o mesmo valor de prestação do início ao fim do contrato. Nessa modalidade o valor das parcelas é mais alto do que nas outras, mas livra você das incertezas. As taxas de juros variam entre 8,25% a.a. e 9,75% a.a.


2ª modalidade - Financiamento Corrigido pela Taxa Referencial (TR): As prestações podem mudar de acordo com a variação da TR. Essa modalidade é a mais tradicional do mercado, com taxas de juros que variam entre TR + 7,00% a.a. e TR + 8,00%.


3ª modalidade - Financiamento Corrigido por Índice Inflacionário: Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). As prestações e a dívida podem variar de acordo com o IPCA. Modalidade indicada para quem tem renda fixa ou pretende liquidar o contrato com antecedência. As taxas de juros variam entre IPCA + 3,55% a IPCA + 4,95% a.a.


4ª modalidade - Crédito Imobiliário Poupança Caixa: A taxa de juros é formada por uma parte fixa somada à remuneração da poupança, que é variável. As taxas de juros são compostas de variação do índice da Poupança CAIXA + parte fixa que varia de 3,35% a 3,99% a.a., com um teto caso o rendimento da poupança suba. Ou seja, possibilita para você, pagar parcelas e juros menores quando o juros da poupança estiver menor.


O financiamento imobiliário pode ser pago por meio de parcelas mensais no prazo escolhido por você, respeitando sempre o prazo máximo estabelecido para a modalidade escolhida. Além disso, existe também a opção de utilizar o saldo da sua conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS para ajudar no seu financiamento.



Agora que você sabe mais sobre o Financiamento da Caixa, provavelmente percebeu o quão importante é o acompanhamento de um profissional capacitado para te auxiliar durante essa etapa e evitar dor de cabeça. Então, se estiver interessado em financiar a sua casa, entre em contato com a Ideal Consultoria Júnior e solicite o seu orçamento gratuito!



59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo