Buscar
  • Ideal Consultoria Júnior

RACHADURAS NO IMÓVEL: QUANDO DEVO ME PREOCUPAR?



Apareceu um risco na parede, o que fazer? Imediatamente se fala em uma rachadura na parede, mas antes de chegar a essa conclusão é necessário saber a diferença entre fissuras, trincas e rachaduras, para saber como agir a partir daí.


1. Fissuras: As fissuras são aberturas superficiais que atingem os acabamentos (pintura, massa corrida, gesso, etc.) Elas são estreitas e bem alongadas, com espessura de até 1 mm (milímetro). Não apresentam nenhum tipo de periculosidade, mas deve ser sempre monitorada, pois a mesma é um dos primeiros estágios de rachaduras.



2. Trincas: As trincas são aberturas mais profundas e acentuadas e tem espessuras de 1 a 3 mm. Apresenta maior preocupação visto que ela pode afetar alguns elementos estruturais ou até ocasionar a ruptura destes elementos.



3. Rachaduras: As rachaduras são o estágio final, elas são grandes e profundas, apresentam espessura acima de 3 mm e são facilmente reconhecidas a olho nu. Elas são de grande periculosidade e podem servir de passagem de água, corrente de ar e luz.





As rachaduras são algo com que se preocupar, mas quando elas se desenvolvem em elementos estruturais é ainda mais preocupante. Os elementos estruturais que são necessários ter uma atenção redobrada são: os pilares, as vigas, e as lajes. Mas o que são esses elementos?


Os pilares são estruturas verticais que recebem os esforços de uma edificação e os transfere para as fundações.


Nos pilares é necessário ter uma atenção com rachaduras causadas pelo recalque da fundação, pela carga superior à prevista ou pelo uso de concreto de resistência inadequada. Essas rachaduras podem se apresentar de forma inclinada, horizontal ou verticais. Abaixo uma imagem de um pilar rachado:



As vigas são elementos estruturais sujeitos a cargas transversais, e são usadas no sistema laje-viga-pilar.


Nas vigas as rachaduras podem se manifestar também de forma inclinada, horizontal ou vertical, e podem vir ocorrer por concretos de baixa resistência, por excesso de carga ou estribos mal posicionados. A seguir, imagem de uma viga com rachadura:



As lajes são elementos estruturais que transmitem as ações que chegam nelas para as vigas que as sustentam. Nelas as rachaduras podem aparecer por excesso de carga, variação de temperatura, que ocasiona a dilatação da laje, ou pela falta de resistência vinda dos materiais utilizados. Imagem de uma laje com rachadura abaixo:



As rachaduras têm diversas causas, as mais comuns foram citadas acima, mas existem outras como: infiltrações ou vazamentos, comprometimento estrutural não previsto, que é quando os cálculos são mal elaborados que sobrecarregam, acomodação dos elementos construtivos, que é quando ocorre um assentamento do solo.


Encontrar uma fissura, uma trinca ou uma rachadura na parede pode ser um sinal de alerta, então é ideal procurar um profissional da área para fazer o diagnóstico e assim identificar as causas e a gravidade dessas deformidades.


Por Emanuelle Jaques

1,784 visualizações

Siga-nos!

  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon